José Eliton diz que Seminário sobre Educação é ambiente adequado para projetar o amanhã e lança a Universidade Virtual, que levará o ensino universitário a todo o Estado

06/06/2018

 

Segundo o presidente do Conselho Estadual de Educação, "os rumos do desenvolvimento na economia, na pesquisa científica e no desenvolvimento social" passam pelo Ensino Superior. "A internacionalização da educação é necessária e acontece em vários níveis", frisou o reitor da UEG, Haroldo Reimer

 

 

 

Na ocasião, o governador anunciou para a próxima semana a criação da Universidade do Esporte de Goiás, para formar professores e atletas de alta performance.

 

Goiânia, 4 de junho de 2018 – Ao participar da abertura do I Seminário Internacional de Educação Superior, que acontece em Goiânia, hoje e amanhã, no Teatro Escola Basileu França, o governador José Eliton parabenizou a iniciativa como “um ambiente adequado para projetarmos o futuro”, promovendo avanços no Estado. A realização é do Conselho Estadual de Educação de Goiás, Universidade Estadual de Goiás (UEG) e Universidade de Rio Verde (UniRV).

 

“A verdadeira riqueza não se faz com transferência de renda, que deve ocorrer momentaneamente, se faz com transferência de saber", externou José Eliton. Na ocasião, anunciou para a próxima semana a criação da Universidade do Esporte de Goiás, para formar professores e atletas de alta performance.

Ao palestrar sobre Ensino Superior e Desenvolvimento Regional, o governador indagou os presentes a respeito da democratização do ensino, se “essa democratização existe?”, e declarou que “a UEG cumpre papel fundamental nessa missão”, e nessa linha de ação a universidade goiana está “estabelecendo uma agenda de oferta do Ensino Superior em todos os municípios goianos”, por meio da experiência da Univespe, a Universidade Virtual de São Paulo.

 

José Eliton explicou que a Universidade Virtual “trata-se de uma experiência formada em parceria com os municípios goianos que ainda não têm sede presencial da UEG, o Estado de Goiás e a própria UEG”. Segundo ele, “os municípios entrarão com o espaço físico, a UEG com todo o corpo docente, com parte da graduação em plataforma digital e parte com o ensino presencial, com a meta de estabelecer até 2022 a universalização do Ensino Superior em Goiás.

 

Os temas centrais do seminário são: Desenvolvimento e Democratização da Educação Superior - Novos Processos e Perspectivas e Educação Superior e Pesquisa Científica - Desenvolvimento Humano, Complexidade e Inclusão, temas que abrem espaço para a inclusão, "inclusão que abre portas, que abre janelas, que dá a oportunidade ao cidadão de ter um futuro melhor", que em Goiás, "aos poucos, foi ganhando novos contornos, com o nascimento da Universidade Estadual de Goiás, há 19 anos", assinalou José Eliton. E completou dizendo que “não existe estado que cresça e se desenvolva sem investimento em ciência e tecnologia. Foi por isso que criamos a Fapeg”.

 

O seminário promove o intercâmbio de ações bem sucedidas com instituições de ensino da Europa, mais precisamente da Alemanha e Portugal, com a participação de professores, pesquisadores e estudantes. "A internacionalização da educação é necessária e acontece em vários níveis. Nós abrimos vagas extras para recebermos representantes de outros países, com vistos humanitários, em todos os nossos cursos de graduação", informou o reitor da UEG, Haroldo Reimer.

 

O presidente do Conselho Estadual de Educação, Marcos Elias Moreira, entende que cabe ao conselho "a missão de discutir os rumos da Educação Superior em Goiás, pelos quais passam os rumos do desenvolvimento na economia do Estado, na pesquisa científica, no desenvolvimento social, passando pela formação dos professores".

 

UEG - Criada em 1999 pelo ex-governador Marconi Perillo, a UEG está prestes a alcançar a marca de 100 mil diplomas, presente em 45 cidades, com a oferta de mais de 140 cursos. "Nós registramos 177% de incremento de alunos no Ensino Superior nos últimos anos", afirmou Reimer.

 

A UEG tem papel fundamental na democratização do Ensino Superior em Goiás "ao levar o Ensino Superior a inúmeros municípios goianos do interior, em 139 cidades, que mudou o perfil econômico dos municípios", salientou a senadora Lúcia Vânia, que reconhece ainda a importância da UEG "na formação de professores, com a Licenciatura Plena Parcelada.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

O conteúdo do sdnews é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • Google+ - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

© 2017 "SDNEWS.COM.BR".  Liderança Bureal de Criação 'André Martins '