Legislativo Piresino discute interdição do hospital e projetos para o município

06/06/2018

 

 

A Câmara Municipal de Pires do Rio discutiu resposta da Prefeitura a respeito da interdição do Hospital Municipal Benedito Rodrigues do Nascimento. Durante a sessão ordinária, realizada na última semana de maio, também foram debatidas iniciativas para infraestrutura do município a projetos de lei para concessão de títulos de cidadania piresina a personalidades locais.

 

 

 

 

O Hospital Benedito Rodrigues do Nascimento segue interditado há alguns dias, o que tem desertado dúvidas na população. Diante da preocupação com o funcionamento da unidade e quais providências serão tomadas, os vereadores da Comissão de Saúde, Educação e Assistência Social da Câmara, composta por Paulinho Hoff, Irmã Ilidia e Lorena do Vôlei, reivindicaram junto ao poder executivo uma resposta acerca da interdição através de um pedido de informação.

 

Em resposta, a Prefeitura via Secretaria Municipal de Saúde emitiu um ofício declarando que a interdição do hospital é parcial e foi determinada pela Superintendência Municipal de Vigilância Sanitária. O motivo é a presença de mofo e rachaduras nas paredes em algumas áreas da unidade. Foram interditados o centro cirúrgico, a drogaria e partes da enfermaria, que segundo a administração municipal voltarão às atividades assim que os reparos forem concluídos. No dia da interdição haviam três pacientes em estado grave, que foram tratados e após avaliação médica receberam alta.

 

O prazo estimado para a conclusão dos reparos declarado pela Prefeitura foi de 14 dias, a partir da data da sessão ordinária, realizada pela Câmara no dia 29 de maio. Segundo o Vereador Paulinho Hoff, a resposta do poder executivo não foi dada de forma integral devido a falta de documentação anexa tratando do caso. Os vereadores reiteraram a necessidade de envio dos termos de vistoria ou interdição com um novo pedido de informação para que sejam esclarecidos mais detalhes. Paulinho destacou que “é um direito do povo ter acesso aos documentos. Como representantes eleitos, estamos buscando fazer nosso dever de fiscalizar e mostrar para a população o que está acontecendo”, disse durante o debate na tribuna.

 

Na ocasião, o legislativo também aprovou o Anteprojeto de Lei nº 026/18, que determina instalação de no mínimo um equipamento destinado ao lazer ou recriação infantil adaptado a crianças com deficiência física nas áreas públicas destinadas ao lazer no município. Conforme dita a lei a implantação dos equipamentos será feita através de recursos próprios do poder executivo e mediante a aprovação de crédito suplementar.

 

De autoria da presidente da Câmara, vereadora Maia Amélia Ferreira de Araújo - Amelia Móveis, foram aprovados quatro projetos. O primeiro é o PL 022/18, que autoriza a implantação de uma praça no Bairro Alto da Baronesa, denominada Praça Antônio Bernardes Sobrinho. Outros dois são os PL’s de nº 021/18 e 023/18, que veda o corte no fornecimento de energia elétrica em dias como finais de semana e feriados e proíbe as concessionárias prestadores de serviços essenciais de água e energia de cobrarem uma tarifa mínima de consumo ou adotar práticas similares. Por último o PL 020/18, que concede título de cidadania piresina ao Dr. Lurymi Takashi Bordão.

 

Também foram apresentados pelo vereador Paulinho Hoff mais dois Projetos de Lei para concessão de cidadania piresina. Através dos PL’s 018/18 e 019/18, os vereadores Jaci Sebastião da Silva, conhecido como “Jacizão”, e José Antônio Tavares receberam a honraria concedida pela Câmara de Vereadores de Pires do Rio.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

O conteúdo do sdnews é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • Google+ - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

© 2017 "SDNEWS.COM.BR".  Liderança Bureal de Criação 'André Martins '