O candidato a governador pela Coligação Novas Ideias, Novo Goiás (MDB, PP, PRB e PHS), Daniel Vilela (MDB), se destacou

29/08/2018

Daniel mostra problemas, aponta soluções e projetos no primeiro debate entre os governadoriáveis, realizado no início da tarde desta segunda (27/08), na Rádio Interativa FM. O emedebista mostrou conhecimento dos problemas de Goiás, apontou soluções e projetos, e confrontou diretamente os dois principais adversários, Ronaldo Caiado (DEM) e José Eliton (PSDB), amigos e aliados até pouco tempo atrás.

 

 

“Nos temos a oportunidade de trilharmos dois caminhos: continuar como está ou mudar. Se quiser continuar, o Caiado e o Zé Eliton são a mesma coisa: um é o criador e o outro é a criatura. Se quiser mudar, entendo que o nosso projeto é a profunda renovação das práticas políticas e administrativas do nosso Estado”, afirmou.

 

Daniel referia-se ao fato de Caiado ser o criador político de Eliton, ao indicá-lo para ser candidato a vice-governador na chapa de Marconi Perillo (PSDB) em 2010. Na época, Caiado e seu partido integravam o governo Alcides Rodrigues, mas ele preferiu se aliar novamente a Marconi, negando apoio à candidatura de Vanderlan Cardoso, e mantendo-se como adversário do MDB, que tinha Iris Rezende como candidato.

 

No debate, Daniel questionou Caiado sobre ações para equilibrar as conta do Estado e apontou que, ao participar de 16 dos 20 anos do atual governo, o senador “se esqueceu” de apontar os problemas. O emedebista lembrou que relatou ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) o desequilíbrio financeiro do Estado, o que originou manifestação do órgão apontando para o risco de atraso do pagamento do funcionalismo devido à má gestão capitaneada por Zé Eliton.

 

“Importante dizer que essa situação não vem de hoje . Está sendo apontada há muitos anos por nós, que sempre estivemos na oposição ao longo desses últimos 20 anos. Já o candidato Caiado esteve lá ao lado deles ao longo de 16 anos, foi partícipe das mesmas propostas nas eleições e ficou cego surdo e mudo nesses 16 anos. Só agora está vendo os casos de corrupção, que está fazendo os questionamentos de irresponsabilidade fiscal do Estado. Por que não fez isso antes?”, questionou.

Provocado por Eliton, que tentou tomar para si os méritos das políticas públicas de assistência social implementadas durante os governos do MDB, Daniel desafiou o adversário a andar nas ruas, sem seus seguranças, e testar sua popularidade. “Você não tem apresentado nenhuma proposta de futuro para Goiás e vive fora da realidade. Vive em uma cápsula, fechado no Palácio das Esmeraldas. Te desafio a andar na rua e perguntar o que acham do seu governo e de seu padrinho Marconi Perillo. É um governo que tem apenas 15% de aceitação e você é o candidato mais rejeitado (segundo pesquisas)”. O desafio proposto por Daniel ficou sem resposta.

 

O candidato do MDB também falou de suas ideias para a saúde:  “O Estado não age como parceiro dos municípios. Hoje delega o atendimento primário e secundário aos municípios, que também estão em situação fiscal grave”, afirmou. “Nós vamos fazer com que os municípios recebam a participação efetiva do Estado, que voltará a ser o formulador das políticas públicas para a saúde”. O candidato lembrou que o atual governo tem atrasado repasses obrigatórios aos municípios, o que piora ainda mais o atendimento à população. “Vamos promover integração com clínicas populares para que o cidadão tenha condição de ser atendido mais próximo de casa e com maior agilidade”.

 

Quanto o assunto foi desenvolvimento do Entorno do Distrito Federal, região visitada por Daniel no último domingo, ele defendeu a conclusão imediata das obras inacabadas e a criação de um plano de desenvolvimento que seja, de fato, aplicado. “Vamos concluir, assim que assumirmos o governo, todas as obras inacabadas no Entorno e em seguida criar um plano de desenvolvimento regional”, afirmou, complementando que consta no seu plano de governo lançar novas obras somente após concluir as que estão paralisadas. O emedebista falou ainda sobre a possibilidade de utilizar a linha férrea que liga Valparaíso ao Distrito Federal. “Já estamos em conversas avançadas com o ministro das Cidades, Alexandre Baldy, para aproveitar os vagões que estão ociosos e que podem servir para este transporte de passageiros”.

 

Daniel parabenizou a Rádio Interativa FM pela promoção do debate e aos ouvintes. O candidato tem afirmado que a participação popular é importante na transformação da política. Ele convidou a todos os ouvintes para conhecer as propostas explicitadas no plano de governo, disponível no site www.danielvilela.com.br

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

O conteúdo do sdnews é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • Google+ - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

© 2017 "SDNEWS.COM.BR".  Liderança Bureal de Criação 'André Martins '