Goiás: 41 deputados da 19ª Legislatura são empossados

01/02/2019

Empossados os 41 deputados da 19ª Legislatura do Parlamento goiano

 

 



Presidente em exercício, deputado Henrique César (PSC), que conduz a cerimônia de posse, declarou empossados os 41 parlamentares estaduais eleitos para a 19ª Legislatura, que transcorrerá no período de 1º de fevereiro de 2019 a 31 de janeiro de 2020.


Após o ato, o primeiro secretário em exercício, deputado Humberto Aidar (MDB), fez a leitura do termo de posse. O documento será assinado por todos os parlamentares, em livro próprio. 


Compromisso


Antes, os deputados fizeram a leitura do compromisso de posse, proferindo, conjuntamente, a seguinte frase: “Prometo desempenhar fielmente o meu mandato, promovendo o bem geral do Estado de Goiás, dentro das normas constitucionais”. De mãos estendidas, todos os 41 parlamentares declamaram, por fim: “Assim o prometo”.


O compromisso em si, ocorre, posteriormente, após eleita e empossada a nova Mesa Diretora, durante o período de recesso da Casa. O parlamentar tem até 60 dias para tomar posse, prorrogável por igual período, mediante requerimento.


Os 41 deputados estaduais que tomaram posse, foram:1 - Henrique César (PSC) - 1,51% - 46.545; 2 - Jeferson Rodrigues (PRB) - 1,48% - 45.605; 3 - Diego Sorgatto (PSDB) - 1,34% - 41.362; 4 - Paulo Cezar Martins (MDB) - 1,33% - 40.970; 5 - Delegada Adriana Accorsi (PT) - 1,27% - 39.283; 6 - Dr. Hélio de Sousa (PSDB) - 1,26% - 38.788; 7 - Major Araújo (PRP) - 1,24% - 38.278; 8 - Lissauer Vieira (PSB) - 1,22% - 37.550; 9 - Chico KGL (DEM) - 1,20% - 37.048; 10 - Antônio Gomide (PT) - 1,20% - 36.998; 11 - Dr. Antônio (DEM) - 1,19% - 36.683; 12 - Cláudio Meirelles (PTC) - 1,18% - 36.502; 13 - Talles Barreto (PSDB) - 1,18% - 36.456; 14 - Lêda Borges (PSDB) - 1,14% - 35.040; 15 - Bruno Peixoto (MDB) - 1,12% - 34.655; 16 - Humberto Aidar (MDB) - 1,03% - 31.873; 17 - Tião Caroço (PSDB) - 1,02% - 31.407; 18 - Alysson Lima (PRB) - 1,00% - 30.868; 19 - Virmondes Cruvinel (PPS) - 0,99% - 30.576; 20 - Wilde Cambão (PSD) - 0,97% - 29.853; 21 - Gustavo Sebba (PSDB) - 0,95% - 29.286; 22 - Rubens Marques (PROS) - 0,90% - 27.763; 23 - Delegado Humberto Teófilo (PSL) - 0,85% - 26.252; 24 - Iso Moreira (DEM) - 0,81% - 24.963; 25 - Amauri Ribeiro (PRP) - 0,81% - 24.922; 26 - Lucas Calil (PSD) - 0,78% - 23.994; 27 - Álvaro Guimarães (DEM) - 0,77% - 23.788; 28 - Rafael Gouveia (DC) - 0,76% - 23.466; 29 - Delegado Eduardo Prado (PV) - 0,68% - 20.845; 30 - Henrique Arantes (PTB) - 0,67% - 20.556; 31 - Zé Carapô (DC) - 0,63% - 19.583; 32 - Charles Bento (PRTB) - 0,60% - 18.626; 33 - Cairo Salim (PROS) - 0,60% - 18.579; 34 - Vinicius Cirqueira (PROS) - 0,57% - 17.698; 35 - Paulo Trabalho (PSL) - 0,55% - 16.957; 36 - Amilton Filho (SOLIDARIEDADE) - 0,53% - 16.486; 37 - Karlos Cabral (PDT) - 0,52% - 15.941; 38 - Thiago Albernaz (SOLIDARIEDADE) - 0,47% - 14.561; 39 - Wagner Neto (PATRI) - 0,46% - 14.256; 40 - Júlio Pina (PRTB) - 0,43% - 13.148 e 41 - Coronel Adailton (PP) - 0,38% - 11.616


A Mesa é composta também pelo governador Ronaldo Caiado (DEM), acompanhado da primeira-dama, Maria das Graças de Carvalho Caiado; o vice-governador e ex-deputado estadual Lincoln Tejota (PSD) e a mãe, a ex-deputada estadual Betinha Tejota; o vice-presidente do Tribunal de Contas do Estado, Nicomedes Domingos Borges; o ex-governador de Goiás Maguito Vilela (MDB); o presidente do Tribunal de Contas do Estado, Celmar Rech; o presidente do Tribunal de Contas dos Municípios, Joaquim de Castro; o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Goiás, Sandro Mabel; o presidente da seccional goiana da Ordem dos Advogados do Brasil, Lúcio Flávio de Paiva; o presidente da União dos Vereadores de Goiás, vereador por Ipameri Ricardo de Oliveira Carneiro.


Também fazem parte da Mesa as seguintes autoridades: prefeito de Goiânia, Iris Rezende Machado; comandante da Base Aérea de Anápolis, coronel aviador Antônio Marcos Godoy Soares Mioni Rodrigues; presidente da Câmara Municipal de Goiânia, vereador Romário Policarpo; representante da arquidiocese de Goiânia, Éverson de Faria Mello; reitor da Universidade Federal de Goiás, Edward Madureira; representante do Comando de Operações Especiais da PM de Goiás, coronel Júlio César Tolêdo Sousa de Almeida; procurador-geral de Justiça, Benedito Torres Neto; defensor público-geral Domilson Rabelo da Silva Júnior; diretor-geral da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais, Germano Stevens; e os deputados Humberto Aidar (MDB) e Henrique Arantes (PTB), ocupando respectivamente a primeira e a segunda secretarias.


O líder do Governo no Parlamento goiano, deputado Bruno Peixoto (MDB), iniciou o discurso agradecendo ao governador Ronaldo Caiado (DEM) pela escolha do seu nome para liderar os trabalhos do Governo na Alego e disse que a gestão democrata transformará as dificuldades do Estado em oportunidades. “Somos 41 protagonistas dessa transição. A Assembleia Legislativa tem a obrigação de capitanear as práticas públicas que a população goiana tanto deseja”, enaltece o deputado.


“O governador depositou em mim grande confiança e pretendo não o decepcionar. Em outubro de 2018 já estávamos preocupados com o orçamento do Estado, então apresentei ao Plenário emenda ao Orçamento Impositivo. Desde então, o Governador observou que eu tinha capacidade de articulação”, contou o parlamentar.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

O conteúdo do sdnews é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • Google+ - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

© 2017 "SDNEWS.COM.BR".  Liderança Bureal de Criação 'André Martins '