Na posse do novo chefe do MP-GO, Caiado diz buscar harmonia entre os poderes para melhor servir os goianos

10/03/2019

 

 

Aylton Vechi assumiu cargo de procurador-geral de Justiça e se comprometeu em lutar contra a corrupção, em agenda defendida pelo governador

 

 

 

Em tom de admiração e respeito ao trabalho realizado pelo Ministério Público de Goiás, o governador Ronaldo Caiado participou, na noite desta sexta-feira (8/3), da solenidade de posse do novo procurador-geral de Justiça de Goiás, Aylton Flávio Vechi. “Declaro que, no meu governo, as portas estarão abertas ao Ministério Público, assim como ao Judiciário e ao Legislativo”, disse o governador, frisando que buscará harmonia entre os poderes para melhor servir os goianos. 

 

Aylton Vechi foi escolhido para chefiar o Ministério Público no biênio 2019-2021. No discurso de boas-vindas, Caiado explicou os motivos de sua escolha. “Observei critérios eminentemente técnicos, sem viés de qualquer outra ordem”, justificou. Ao novo chefe do MP-GO, o governador disse ter certeza de que ele cumprirá bem sua função, zelando pelos interesses do cidadão e agindo como fiscal da Lei. 

 

Emocionado, Aylton Vechi agradeceu a confiança do governador e disse estar preparado para o novo desafio. “Tenha a certeza, senhor governador, que o Ministério Público cumprirá rigorosamente a sua missão constitucional, e o fará com a firmeza, coragem e a eficiência que nutre o ideal de todos os seus membros.” 

 

O novo chefe do MP-GO informou, ainda, que sua principal meta nesses próximos dois anos será fortalecer o órgão, o aproximando da sociedade. “O Ministério Público não pode ser encarado como uma mera repartição, ele busca uma atuação destinada à defesa social e menos burocratizada. Vamos trabalhar mais e com maior primor, chegar mais ao povo, e da forma mais ampla possível.”

Benedito Torres Neto, que na solenidade entregou o cargo a Aylton Vechi, desejou sucesso. “O êxito da sua administração é o nosso êxito. Que as reformas, que são práticas das administrações que começam, possam produzir resultados positivos, para o bem do Ministério Público e para o Estado de Goiás”, comentou.

 

Combate à corrupção

 

A luta pelo fim da corrupção foi um assunto presente tanto na fala do governador quanto do novo procurador-geral de Justiça, o que evidencia a sintonia das duas esferas públicas em elencar prioridades. “O combate à corrupção é dever inalienável de todo homem público, em qualquer das instituições que ele faça parte. Não é mérito, não é uma distinção, muito menos um favor. O combate à corrupção é uma obrigação. Não roubar, não deixar roubar”, pontuou Caiado. 

 

O governador adiantou à Alyton Vechi que tem estabelecido um bom trânsito no governo federal, especialmente no que diz respeito às agendas prioritárias. Como exemplo, citou a missão de instalar em Goiás o primeiro Núcleo de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado do país. No âmbito estadual, também falou do recém-instalado Compliance Público. “Vamos não apenas auditar o que aconteceu de errado, como também previamente diagnosticar, para que nenhum erro aconteça e para que não haja o desvio do dinheiro público.”

 

Em sua fala, o novo chefe do MP-GO disse que também vai intensificar o trabalho contra a corrupção dentro do órgão. Entre as ações, Aylton Vechi disse que pretende remodelar os Centros de Apoio Operacionais. “É tempo de novos desafios e dificuldades, não está em nossas mãos escolher o tempo que vivemos. A única coisa que temos que decidir é o que faremos com o tempo que nos é dado.”

 

A solenidade de posse lotou o auditório do Ministério Público de Goiás. Entre as autoridades presentes estavam o prefeito de Goiânia, Iris Rezende, o presidente do Tribunal de Justiça de Goiás, desembargador Walter Carlos Lemes, o senador Luiz Carlos do Carmo, o arcebispo de Goiânia, dom Washington Cruz, o presidente da Associação Goiana do Ministério Público, promotor José Carlos Miranda Nery Júnior, o presidente do Tribunal de Contas de Goiás, Celmar Rech, além de secretários de Estado, deputados e representantes de entidades. 

 

 

Perfil

 

 

Natural de Sorocaba (SP), o novo procurador-geral de Justiça cursou Direito na Instituição Toledo de Ensino, em Bauru, concluindo o curso em 1989. Ingressou no Ministério Público de Goiás em 1990, passando pelas comarcas de Alvorada do Norte, Rialma, Itapaci, Rio Verde, Itumbiara e Goiânia. Foi promovido a procurador de Justiça em 1998. Integrou o Conselho Superior do MP por 11 vezes. Foi ainda chefe de Gabinete e assessor administrativo da Procuradoria-Geral de Justiça. Também exerceu dois mandatos como corregedor-geral do MP-GO, tendo presidido o Conselho Nacional dos Corregedores-Gerais dos Ministérios Públicos dos Estados e da União (CNCGMPEU) em 2013.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

O conteúdo do sdnews é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • Google+ - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

© 2017 "SDNEWS.COM.BR".  Liderança Bureal de Criação 'André Martins '