Senador Vanderlan Cardoso defende medidas para resolver o problema do desemprego no País

05/04/2019

 

 

Na manhã desta sexta-feira, 5/04, o senador goiano Vanderlan Cardoso (PP), em entrevista à rádio Sagres -730 AM, defendeu celeridade das aprovações das reformas, citando como prioritária a Reforma da Previdência e a Tributária. De acordo com o senador, as duas precisam ser aprovadas para ajudar a alavancar a economia do País.

 

 

 

“A geração de emprego e renda é fundamental para o País, hoje, e para que isso aconteça é necessário aprovarmos as reformas. Eu acredito que com alguns ajustes a reforma da previdência estará pronta para ser aprovada. Mas ela vai servir para resolver o problema de caixa do Governo, então não podemos esquecer que é a reforma tributária que impulsionará o país para crescimento econômico”, explicou Vanderlan.

 

De acordo com o senador, número de pessoas desempregadas hoje no país assusta. Ele não concorda com o quantidade oficial de desemprego que foi anunciado. Para ele, se contar os informais e os que desistiram de procurar emprego, esse número pode mais que dobrar. “Temos que reverter essa situação o mais rápido possível. Na conta oficial, o Brasil tem atualmente 13 milhões de desempregados, e não é essa a conta que eu faço. Para mim são quase 20 milhões de irmãos brasileiros vivendo de bicos, na informalidade, chegando então a mais de 30 milhões de desempregados nesse país”, lamenta.

 

O senador reclamou que o País tem uma legislação tributária complexa e que assusta os investidores. Para ele é fundamental uma simplificação tributária. “Essa atual legislação tributária, onde cada estado tem a sua, confusa, cheia de pegadinha para autuar as empresas, cria um ambiente em nosso país contra o investidor e o trabalhador”, Explica. Para ele, isso inibi os empresários que querem investir no País e atrapalha a geração de emprego para a população.

 

Falta Qualificação

 

O senador Vanderlan Cardoso também defendeu um plano de qualificação profissional da mão de obra brasileira. Ele observou que, muitas vezes, o trabalhador não consegue um espaço no mercado de trabalho por não preencher os requisitos exigidos para o cargo.

 

“Esses dias tivemos notícias que ali próximo a Brasília, em Itapuã, abriu-se 300 vagas para emprego e mais de 20 mil pessoas concorreram no processo seletivo. Mais impressionante ainda é que, desses, 40% não tinham qualificação profissional alguma para ocupar as vagas e, por isso, foram dispensados”, lamentou o senador

 

Vanderlan relembrou o trabalho desenvolvido na sua gestão, quando foi prefeito em Senador Canedo, com cursos profissionalizantes e políticas para atrair novas empresas.  “Nós fizemos uma frente de qualificação profissional, o município era conhecido como cidade dormitório e nós queríamos reverter a situação e conseguimos. Desenvolvemos parcerias, usando o Ministério do Trabalho, os órgãos da prefeitura, o Sistema S e assim qualificamos milhares de pessoas. E, é essa a política que precisamos desenvolver em nosso país. Eu não conheço outro mecanismo para se chegar ao crescimento social e econômico”, finalizou.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

O conteúdo do sdnews é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • Google+ - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

© 2017 "SDNEWS.COM.BR".  Liderança Bureal de Criação 'André Martins '