Conferência debate propostas para a Macroregião Centro-Oeste

25/04/2019

 

 

Evento realizado na Escola de Saúde Pública da SES-GO, em Goiânia, reuniu representantes de 72 municípios para discutir políticas públicas de saúde

 

 

 

Profissionais de saúde, gestores, representantes de entidades civis e da população dos 72 municípios que integram a Macrorregião Centro-Oeste reuniram-se nesta quinta-feira, 25, com o objetivo de discutir demandas e propostas de políticas públicas de saúde. Os debates compuseram a programação da Conferência de Saúde da Macrorregião Centro-Oeste, encontro que representa uma das etapas preparatórias para a Conferência Estadual de Saúde, prevista para junho.

 

O evento, promovido pelo Conselho Estadual de Saúde de Goiás (CES-GO), foi realizado no auditório da Escola Estadual de Saúde Pública Dr. Cândido Santiago. O secretário de Estado da Saúde de Goiás, Ismael Alexandrino, foi representado na solenidade de abertura pela superintendente de Políticas de Atenção Integral à Saúde, Evanilde Fernandes Gomides. Em seu pronunciamento, ela destacou que a complexidade da Macrorregião Centro-Oeste, que concentra a maioria dos serviços de saúde, tem vazios assistenciais devido à sua grandiosidade.

 

A superintendente apontou a necessidade de garantir o cumprimento da Lei 8.080, a Lei Orgânica da Saúde, que tem como principal premissa o funcionamento do Sistema Único de Saúde (SUS) com os princípios da universalidade, equidade e integralidade. “Devemos preparar o jovem para a continuação do nosso trabalho”, assinalou. Evanilde destacou, ainda, que espera que a conferência resulte em propostas que contribuam para o avanço da gestão da Saúde nos próximos quatro anos. O secretário Ismael Alexandrino já sinalizou que a atual gestão tem como principais eixos a atenção regionalizada, a regulação do acesso à assistência e a eficiência operacional e financeira.

 

Conferências municipais

 

 

A Conferência da Macrorregião Centro Oeste abordou, entre outros temas, a execução das políticas de promoção da saúde, diminuição de filas nos hospitais, humanização das consultas, exames e cirurgias e a descentralização da oferta dos serviços de saúde. O presidente do Conselho Estadual de Saúde, Venerando Lemes, informou que a conferência tem como principal propósito consolidar as decisões retiradas nas conferências municipais já realizadas.

 

Venerando Lemes ressaltou a importância de se estruturar um plano de saúde que corresponda às necessidades da grande região, tendo como principal mote a regionalização, a formatação de redes e as linhas de cuidado. “O que mais importa para nós, do Conselho Estadual de Saúde, é o cidadão. É preconizado que o cidadão seja atendido no local mais próximo de sua casa. O município, autônomo em atenção primária, a região em media complexidade e a macroregião em alta complexidade”, afirmou.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

O conteúdo do sdnews é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • Google+ - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

© 2017 "SDNEWS.COM.BR".  Liderança Bureal de Criação 'André Martins '