Advogados farão ato pacífico na busca de melhorias urgentes no Poder Judiciário em Catalão

28/08/2019

 

 

Processos que poderiam demorar seis meses estão demorando mais de três anos. 

 

 

 

Os advogados vão se reunir em frente ao fórum de Catalão nesta quinta-feira (29/8), às 9h. 

 

A situação do judiciário em Catalão está praticamente insustentável. Com poucos juízes trabalhando, o número de processos se acumula e a justiça está cada vez mais lenta na cidade.  A comarca já acumula mais de 24 mil demandas ativas para apenas quatro magistrados efetivos, que apesar dos esforços, não conseguem dar uma resposta satisfatória. Alguns processos, que poderiam ser julgados em seis meses, já se arrastam há mais de três anos. Na vara criminal, por exemplo, são mais de 6 mil processos para apenas um magistrado.

 

A OAB Subseção Catalão já requereu, várias vezes, a sensibilidade do Tribunal de Justiça para que fosse feita a designação de magistrados, porém a situação continua crítica e se agravando a cada dia. 

 

Catalão é considerada uma das maiores e mais importantes cidades de Goiás, porém a pujança do município não tem sido considerada pela alta corte do Tribunal de Justiça, que tem agraciado outras comarcas com a designação de magistrados, como é o caso de Caldas Novas, que recentemente ganhou três novas varas.

 

Os advogados de Catalão e região vão fazer um ato pacífico com o objetivo principal de reivindicar a instalação de pelo menos três novas unidades judiciais completas, conhecidas popularmente como varas judiciais, que possam contar com juízes titulares. Outra demanda urgente é a nomeação de um juiz substituto para a 1ª Vara Cível. Os advogados também esperam que seja realizada ainda este ano mais uma edição do Projeto Justiça Ativa, que funciona como uma espécie de mutirão do judiciário para agilizar os processos em andamento. A intenção é que o projeto tenha como foco as demandas cíveis e juizados, já que uma edição do Justiça Ativa foi agendada para outubro, mas atingirá somente as demanda criminais.

O protesto que está sendo organizado contará com a presença de advogados de Catalão e de outras cidades do sudeste goiano, com a intenção de a chamar a atenção dos moradores da cidade e do poder judiciário goiano para necessidade de promover melhorias na comarca. 

 

O presidente da OAB Subseção Catalão, Thadeu Aguiar, lembra que este movimento é singular na história da advocacia catalana. “Estamos passando por um momento dificultoso em função da quantidade de juízes em Catalão, que mesmo se esforçando, não conseguem responder a quantidade de demandas da Comarca”, destaca.

 

O presidente da OAB Subseção Catalão ressalta que a falta de magistrados na cidade está impactando diretamente a população de Catalão e do sudeste goiano, que chega a ficar meses aguardando meros despachos de expediente processuais. “O problema é crônico. A população inteira está sendo prejudicada, pois os processos ficam parados e as partes interessadas permanecem anos a espera de uma solução. Isso sem contar os prejuízos para os advogados, que não recebem seus honorários”, analisa Thadeu Aguiar.

 

O protesto contra o descaso do Tribunal de Justiça e em defesa da advocacia e da justiça será realizado nesta quinta-feira, dia 29 de agosto, em frente ao fórum, às 9h. O ato pacífico contará com o apoio dos próprios magistrados de Catalão que reconhecem a situação insustentável e a necessidade urgente de que o Tribunal de Justiça amplie quantidade de juízes na comarca. 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

O conteúdo do sdnews é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • Google+ - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

© 2017 "SDNEWS.COM.BR".  Liderança Bureal de Criação 'André Martins '