Saúde atualiza números de sarampo em Goiás

30/08/2019

 

Desde o ano passado a SES já adota medidas contra a doença como intensificação da vacinação e treinamento de profissionais 

 

 



A Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES) atualizou nesta quarta-feira, 28, o boletim epidemiológico de sarampo no Estado. Ao todo já foram notificados 44 casos suspeitos da doença. Destes, 25 foram descartados e 16 seguem em investigação. Três casos foram confirmados, sendo um em Alto Paraíso e dois em Goiânia. Desde o ano passado, quando o vírus do sarampo voltou a circular no País, a SES executa um Plano de Contingência da doença no território goiano.

 

Em 2019 as ações foram atualizadas e entre as atividades desenvolvidas estão o incentivo à vacinação - inclusive com atualização do cartão de vacinas de profissionais de saúde -, monitoramento e bloqueio vacinal dos contatos de casos suspeitos em tempo oportuno de até 72 horas, qualificação para atualizar os profissionais que atuam na rede de saúde sobre a doença, empenho do laboratório de referência (Lacen-GO) para liberar os resultados dos exames, entre outras.

Vacina

 

Conforme preconizado pelo Ministério da Saúde, a Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES) iniciou na última semana a vacinação de crianças na faixa etária de 6 meses a menores de um ano (11 meses e 29 dias) devido o risco aumentado de complicações, hospitalizações e mortalidade neste grupo. “Ressalva-se que essa dose 'zero' não será considerada para rotina, necessitando que os pais e ou responsáveis levem novamente as crianças para receberem a dose da vacinas Tríplice Viral, aos 12 meses, e Tetra Viral, aos 15 meses", explica a gerente de Imunização da  SES, Clarice Carvalho.

 

Também estão disponíveis doses da vacina Tríplice Viral para a população de 1 a 49 anos, sendo recomendado para faixa etária de 1 a 29 anos duas doses da vacina contendo componente sarampo e de 30 a 49 anos uma dose. “Essa vacinação é seletiva, ou seja, feita a partir da avaliação da situação vacinal do paciente que procurar a sala de imunização, por isso a importância da população, ao procurar a unidade de saúde para vacinar-se, levar o cartão de vacina para avaliação do profissional de saúde", destaca Clarice Carvalho.

 

Em Goiás, dados parciais até julho deste ano apontam que a cobertura vacinal de Tríplice Viral para crianças com 1 ano de idade é de 80,09%, enquanto para a população geral é de 44,27%. A de Tetra Viral para crianças é de 72,79%.

 

Capacitações

 

Neste ano a SES ofertou capacitações das ações de imunização realizadas nos municípios, para servidores das 18 regionais de saúde do Estado. Esses treinamentos foram presenciais e por meio do Centro de Informações e Decisões Estratégicas em Saúde - Conecta SUS Zilda Arns Neumann. “Participaram todos os profissionais envolvidos com a imunização nas regionais”, conta a gerente de Imunização da SES.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

O conteúdo do sdnews é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • Google+ - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

© 2017 "SDNEWS.COM.BR".  Liderança Bureal de Criação 'André Martins '