Saúde de Goiás apresenta panorama da Dengue e intensifica ações de combate ao Aedes aegypti

07/11/2019



O secretário Ismael Alexandrino destacou que a conscientização da população e prevenção ainda são as formas mais eficazes para evitar a transmissão da Dengue e outras doenças
 

 

 

 


“O mecanismo mais importante para evitar a Dengue é a conscientização da população”, afirmou o secretário de Saúde de Goiás, Ismael Alexandrino, nesta quarta-feira (6/11) ao apresentar um panorama da doença no Estado. De acordo com o gestor, 80% dos focos de transmissão estão dentro das residências.

Em todo o Brasil, houve um aumento de 500%. Em Goiás, o aumento foi de 48%, sendo Goiânia a cidade mais afetada. No entanto, Ismael Alexandrino ressaltou as ações executadas pela pasta, principalmente em parceria com os municípios goianos, e que serão intensificadas. “Criamos uma comissão para auxiliar os municípios; um dispositivo de comunicação em que a SES informa a todas as cidades o seu nível de risco, se está aumentando ou diminuindo, algum caso em alerta que tenha sido identificado”, explicou.

A SES-GO também contribuiu com a manutenção das visitas domiciliares, em parceria com o Corpo de Bombeiros do Estado de Goiás (CBM-GO) e a Defesa Civil, além de distribuir analgésicos e soro fisiológico para o tratamento e para evitar óbitos em Goiás. Até 26 de outubro foram notificados em Goiás 141.272 casos. Do total, 96.598 foram confirmados. Ainda foram confirmados 60 óbitos e 73 estão sob investigação.

A maioria dos óbitos foram registrados em pessoas do sexo masculino e com idade acima de 50 anos. O maior registro de mortes foi na faixa etária de 71 a 80 anos. As vítimas apresentavam alguma comorbidade, como hipertensão arterial sistêmica, diabetes ou cardiopatia.

Um dos fatores para o aumento do índice em Goiás está relacionado ao longo período de chuva ocorrido no início do ano. Outro fator foi a falta de repasse do inseticida por parte do governo federal. “O Ministério da Saúde, que é o responsável por nos passar o inseticida, não fez o repasse este ano. O material se deteriorou e teve que ser realizado um novo processo de compra”, disse.

Sobre a Dengue
Dengue é uma doença febril grave causada por um arbovírus. Arbovírus são vírus transmitidos por picadas de insetos, especialmente os mosquitos. Existem quatro tipos de vírus de dengue (sorotipos 1, 2, 3 e 4). Cada pessoa pode ter os 4 sorotipos da doença, mas a infecção por um sorotipo gera imunidade permanente para ele.

O transmissor (vetor) da dengue é o mosquito Aedes aegypti, que precisa de água parada para se proliferar. O período do ano com maior transmissão são os meses mais chuvosos de cada região, mas é importante manter a higiene e evitar água parada todos os dias, porque os ovos do mosquito podem sobreviver por um ano até encontrar as melhores condições para se desenvolver.

Todas as faixas etárias são igualmente suscetíveis, porém as pessoas mais velhas têm maior risco de desenvolver dengue grave e outras complicações que podem levar à morte. O risco de gravidade e morte aumenta quando a pessoa tem alguma doença crônica, como diabetes e hipertensão, mesmo tratada.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

O conteúdo do sdnews é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • Google+ - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

© 2017 "SDNEWS.COM.BR".  Liderança Bureal de Criação 'André Martins '