Por unanimidade os membros da Comissão de Ética concluíram que Adib Elias não infringiu o estatuto do MDB

07/07/2018

 

 

 

A Comissão de Ética do Movimento Democrático Brasileiro de Catalão reuniu no final de tarde da ultima terça (03/07), na sede do partido para deliberar sobre o pedido administrativo feito por Antônio Carlos Oliveira, também filiado ao MDB, o qual pleiteou a expulsão e cancelamento de filiação de Adib Elias Júnior por apoio à candidatura do democrata Ronaldo Caiado. 

 

 


Tal pedido foi formulado perante a Comissão de Ética Estadual, a qual embora tenha instaurado o processo administrativo, por força do artigo 22 do Código de Ética Partidário, não detinha competência para julgá-lo. Por este motivo, o processo foi remetido ao Diretório Municipal, que através de sua Comissão de Ética, é competente para processar e julgar o caso. 


Adotadas as medidas procedimentais aplicáveis à espécie, inclusive oportunizando a apresentação de defesa pelo representado Adib Elias Júnior, o processo foi levado a julgamento, tendo o relator Luiz Carlos Jorge Dahas apresentado o voto pela improcedência do pedido de violação de regra ética e partidária, o que foi acompanhado pelos demais membros. 


Segundo o Presidente da Comissão, Leonardo Santa Cecília, até o presente momento não há nenhuma candidatura de governador homologada em convenção, e ressaltou que, “não houve nem mesmo convenção partidária para definição das candidaturas majoritárias, no caso, ao governo de Goiás”. Também destacou que há vários filiados do MDB, entre eles o representado Adib Elias Júnior, que defendem a proposta de que o MDB se coligue ao DEM, partido do pré-candidato Ronaldo Caiado, e mencionou ainda que “nas últimas eleições estaduais, tal coligação MDB/DEM foi efetivada tendo conquistado a cadeira de senador, justamente ocupada por Ronaldo Caiado”. Pontuou ainda que notoriamente Ronaldo Caiado, que é o maior líder e referência do DEM Estadual, tem apoiado as candidaturas do MDB desde 2004, citando como exemplo as eleições vitoriosas de Íris Rezende Machado nos anos de 2004, 2008 e 2016, para o cargo de prefeito de Goiânia. 


Desta forma, seja por estas razões, e de forma especial para assegurar o direito democrático de livre expressão dos filiados, no sentido de apresentar alternativas à candidatura própria do MDB ao governo de Goiás, é que a Comissão de Ética concluiu que o representado, Adib Elias Júnior não infringiu o Estatuto do seu partido, o MDB.

ASCOM - MDB/Catalão

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

O conteúdo do sdnews é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.

  • Facebook - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • Google+ - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

© 2017 "SDNEWS.COM.BR".  Liderança Bureal de Criação 'André Martins '